Sua verba é limitada? Descubra como montar um supermercado com POUCO DINHEIRO agora mesmo!

Saber como montar um minimercado com pouco dinheiro pode ser uma tarefa complicada se não contar com a ajuda correta!

Você, certamente, em algum momento de sua vida, já deve ter se perguntado como montar um minimercado com pouco dinheiro.

Um minimercado é uma excelente opção de negócio por conta da facilidade relacionada ao público-alvo, que além de amplo, pode ser encontrado em quase qualquer lugar onde você possa montar o seu negócio.

Para saber como montar um minimercado com pouco dinheiro, você precisará de algum conhecimento específico que te ajude com essa tarefa e muito provavelmente de alguma ajuda especializada.

Mas não se preocupe, neste artigo, traremos algumas informações importantes de como montar um minimercado com pouco dinheiro, pois entendemos que o simples fato de querer montar um negócio ou, mais especificamente, um minimercado, já te capacita para adquirir todo e qualquer conhecimento sobre o negócio.

Como montar um minimercado com pouco dinheiro?

Quando se pensa em como montar um minimercado com pouco dinheiro, você não pode deixar de pensar na economia como principal fator. Sabendo disso, preparamos alguns tópicos para te ajudar nesse sentido, entre eles:

  • Comece com poucos itens;
  • Compartilhe o local;
  • Negocie direto com o fornecedor;
  • Administre o seu negócio.

Entraremos em detalhes sobre cada um desses tópicos para que possamos entender melhor como montar um minimercado com pouco dinheiro.

Comece com poucos itens

Se o propósito é começar utilizando poucos recursos financeiros, precisamos pensar em montar um minimercado com poucos itens, embora itens essenciais. Estamos falando daqueles itens básicos que não podem faltar na casa do seu consumidor. Vale o estudo sobre.

Compartilhe o local

Compartilhar o local pode ser uma grande oportunidade para gastar menos, você pode abrir o minimercado em uma garagem em sua casa ou até mesmo compartilhar com algum outro comércio, contudo o outro negócio não pode ser concorrência em relação à venda dos seus produtos.

Negocie direto com o fornecedor

Negociar diretamente com cada fornecedor pode trazer uma economia bastante significativa, sendo assim, procure negociar valores e prazos, de forma que essa estratégia te faça gastar menos dinheiro.

Administre o seu negócio

Tome todas as atitudes em relação à divulgação do seu mini mercadinho, publique promoções, elabore formas físicas e digitais de chamar a atenção de seus clientes e atenda todos os clientes da melhor forma possível.

A contabilidade pode ser um problema

Não conhecer nada sobre contabilidade pode ser um grave problema para o seu minimercado. A falta de conhecimento específico pode acarretar em despesas a mais com o pagamento de juros e multas, levando o seu minimercado à falência. 

Conte com uma solução especializada

Contar com uma contabilidade especializada em mercado varejista pode ser determinante se você quer montar um minimercado com pouco dinheiro.

Conte conosco, da WR

Se você quer saber como montar um minimercado com pouco dinheiro, conte conosco, da WR Contabilidade & Consultoria, pois somos uma contabilidade especialista em comércio varejista e podemos ajudar o seu minimercado a alcançar o sucesso.

Entre em contato conosco através do nosso website e saiba mais.

QUERO OBTER SUCESSO EM MEU MINIMERCADO

Os aspectos a respeito do ICMS sobre preço de alimentos, que você precisa saber!

Entenda sobre o ICMS sobre preço de alimentos e saiba como isso impacta o seu minimercado! 

A gestão de um negócio, independente do porte, depende de diversos fatores, sendo que muitos deles não estão sob o controle do gestor, sendo necessário entender e se adaptar aos impactos.

Um grande exemplo disso são os impostos, os quais são uma responsabilidade de cada empresa, exigindo que se tenha um preparo para lidar com o impacto financeiro causado por eles.

E quando falamos de um minimercado, mais um impacto precisa ser considerado: o impacto causado nos seus preços e, consequentemente, no bolso dos clientes…

Por isso, preparamos esse artigo para falar especificamente sobre o ICMS sobre preço de alimentos, como funciona e como afeta seu minimercado.

ICMS sobre preço de alimentos – Entenda como funciona! 

ICMS é a sigla para Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços, sendo uma responsabilidade para que o seu mercado possa funcionar sem nenhuma pendência fiscal.

Em seu minimercado, esse imposto é muito evidente nos preços dos alimentos, pois, a alíquota de ICMS afeta em sua precificação, afinal, o faturamento que o seu negócio obtém precisa ser capaz de arcar com os impostos, além de gerar lucros.

Impacto em minimercados 

Quando se tem um minimercado, é preciso manter tudo impecável para conseguir competir com mercados de maior porte.

Para isso, os preços são um diferencial essencial, mas que pode ser difícil de aplicar, a depender do ICMS sobre preço de alimentos.

O valor da alíquota de ICMS varia de estado para estado, por isso, é importante ter suporte contábil para lidar com esse imposto de forma adequada, além disso, é algo embutido no preço dos seus alimentos, portanto, atenção com a precificação é essencial.

O impacto de mudanças no ICMS

Para ilustrar de forma completa o impacto que esse imposto tem em seu minimercado e como se manter atento às mudanças é essencial, vamos usar o caso do estado de São Paulo.

Em SP, houve um ajuste fiscal que impactou na alíquota de ICMS, o que trouxe uma consequência significativa: o aumento expressivo dos preços dos alimentos.

Em um minimercado, uma situação como essa demanda muito cuidado e estratégia para reajustar preços, de forma a não perder clientes e se manter na média da concorrência, para permanecer sendo competitivo.

Sendo assim, esse é um imposto ao qual você precisa sempre se manter atualizado.

Conte com quem é especialista no assunto!

Como mencionamos, o suporte contábil é importante, quando se trata de impostos, e entender isso é fundamental.

Quando você tem quem é especialista no assunto te auxiliando a cuidar dessa questão, de forma a garantir a conformidade do seu negócio e preços justos para os clientes e lucrativos para você, o ICMS sobre preço de alimentos não se torna um problema no seu dia a dia.

E para isso, você pode contar conosco, da WR! Somos uma contabilidade especializada em minimercados e preparada para dar todo o suporte que você precisa.

Basta entrar em contato conosco. 

QUERO OBTER SUCESSO EM MEU MINIMERCADO

Saiba agora quanto fatura um minimercado e tenha em mente tudo o que precisa para melhorar seus números.

Para ter uma real noção do faturamento médio de um minimercado, é preciso entender como funciona o cálculo

Os minimercados sempre prestaram um serviço importante aos consumidores. Mas no meio da COVID-19, o mini mercado emergiu como um dos comércios mais importantes do mundo – e um dos poucos comércios considerados “essenciais” e permitidos permanecer abertos e operacionais durante a pandemia, mas e quando falamos sobre o faturamento médio de um minimercado, será investir nesse negócio vale a pena?

Mesmo as empresas essenciais precisam cuidar de seus resultados financeiros – e embora as pessoas estejam comprando em supermercados agora mais do que nunca, ainda é importante que os proprietários e gerentes tenham um entendimento claro de suas margens de lucro.

Faturamento médio de um minimercado

Vamos dar uma olhada nas margens de lucro médias para minimercados – e como calcular a margem de lucro para sua loja para descobrir o faturamento médio de um minimercado:

O que é uma margem de lucro?

Comecemos pelo princípio – antes de saltarmos para as margens de lucro médias no comércio de alimentos, vamos conversar um pouco mais sobre margem de lucro para que a gente possa entendê-la melhor.

Como um minimercado, você estoca uma variedade de itens e depois vende esses itens aos clientes a preços de varejo. A soma do que você vende para seus clientes é o total de vendas da sua loja.

Mas nem tudo o que você vende dá lucro. Como uma empresa, há uma grande variedade de custos em que você incorre para realmente vender esses produtos aos seus clientes, desde o custo de compra dos produtos para venda até despesas gerais e impostos. Esses custos afetam o faturamento médio de um minimercado e quanto de suas vendas totais sua empresa consegue manter.

Essa é a sua margem de lucro. É o valor de vendas totais que sua empresa realmente embolsa como lucros ou, em outras palavras, quão lucrativo é seu mini mercado depois de contabilizar os custos de fazer negócios.

Quando se fala de faturamento médio de um mini mercado, existem duas categorias de margens de lucro que você precisa conhecer: margem de lucro bruto e margem de lucro líquido.

Faturamento por Lucro Bruto

A margem de lucro bruto é a quantidade de dinheiro obtida com a venda de cada produto depois que você leva em consideração o custo das mercadorias vendidas. 

O cálculo da margem de lucro bruto é assim:

  • (Vendas totais – Custo dos bens vendidos) / Vendas totais

Então, por exemplo, se você comprar um saco de arroz de seu fornecedor por R$: 0,25 centavos e depois vender esse mesmo saco de arroz para um cliente por R$: 1,50, seu lucro bruto para cada saco de arroz vendido seria de R$: 1,25, ou uma margem de lucro bruto de 80 por cento.

Mas a margem de lucro bruto não leva em consideração todas as outras despesas envolvidas com o funcionamento de seu minimercado, como custos operacionais, impostos e custos de marketing e publicidade. Então, esse R$: 1,25 não é seu lucro real.

Faturamento por Lucro Líquido

Margens de lucro líquido é o valor que sobra depois que você leva em consideração todas as suas despesas de negócios, em outras palavras, a porcentagem de suas vendas que seu mini mercado consegue manter.

O cálculo da margem de lucro líquido é semelhante a este:

  • (Vendas totais – Custo dos bens vendidos – Despesas comerciais) / Vendas totais

Então, por exemplo, digamos que sua mercearia vendeu R$: 100.000 em produtos no mês passado. Se o custo das mercadorias vendidas fosse R$: 50.000 e as despesas comerciais totais fossem R$: 45.000, o lucro líquido seria R$: 5.000 ou uma margem líquida de 5 por cento.

Para resumir, sua margem de lucro líquido é quanto seu negócio lucra depois que você leva em consideração os custos de operação de sua loja de varejo, incluindo custo de mercadorias vendidas, aluguel, serviços públicos, impostos e quaisquer outros custos operacionais.

Mas como costumam ser as margens de lucro dos supermercados?

Qual o faturamento médio de um minimercado?

O faturamento médio de um minimercado é muito diversificado, e vai depender além da circunstância de faturamento por lucro bruto ou faturamento por lucro líquido como mencionamos acima. Além disso, deve-se levar em consideração o tamanho do minimercado, localização, itens de venda além de diversos outros aspectos.

Portanto, ao abrir seu minimercado, não deixe de procurar quem entende do assunto! Somos a WR Contabilidade e atuamos no ramo de Contabilidade e Gestão Empresarial. 

Possuímos uma equipe com know how para atender às necessidades do seu minimercado. 

Aguardamos seu contato, basta clicar no canto superior direito em nosso site!

QUERO OBTER SUCESSO EM MEU MINIMERCADO

Confira um passo a passo de como abrir o seu minimercado com êxito 

Neste artigo, saiba tudo o que precisa para abrir seu minimercado para dar lucros 

Muitos empreendedores, quando começam um negócio, apostam em abrir um minimercado. Isso se dá pelo fato de que todo o bairro precisa de um negócio desse tipo para atender a todos os moradores e transeuntes locais. 

Portanto, ter um mercado de vizinhança pode ser algo bastante promissor para todos os envolvidos! 

Mas, para conquistar sucesso, é necessário saber alguns passos essenciais para não ter prejuízos e conseguir, com o tempo, conquistar clientes fiéis.

Acompanhe em nosso artigo! 

1 – Entenda sobre o seu negócio 

Este é um ponto fundamental para quem vai abrir um minimercado. 

Conhecido como mercado de vizinhança, é um tipo de mercado menor e que pode ter somente até quatro caixas registradoras, por exemplo. 

Mesmo assim, são negócios promissores, já que respondem em até 35% do volume total de vendas do segmento de varejo, segundo informações divulgadas pelo Sebrae. 

Logo, pesquise tudo sobre o tema e estude bastante antes de abrir um minimercado! 

2 – Escolha a localização com atenção

Escolher o local no qual o seu negócio será implantado vai fazer toda a diferença, principalmente quando se trata de abrir um minimercado. 

Logo, isso é um fator decisivo para o sucesso do seu minimercado, visto que grande parte dos seus clientes mora perto de onde irá funcionar o empreendimento, ou trabalham pela localidade. 

Por isso, escolha bairros que tenham fácil acesso, com vias, e em que more bastante gente. 

3 – Escolha profissionais com responsabilidade e capacitados 

Os profissionais que irão trabalhar no seu minimercado devem ser escolhidos com responsabilidade. Isso porque eles são a ponte entre seu negócio e os seus clientes. 

E você que ter uma boa imagem da sua empresa, correto? 

Logo, saiba que vai precisar de uma pessoa para ser gerente, e outras para o setor de limpeza, açougue, caixa, estoquista, repositor e entregador. 

Isso no começo, pode ser que a quantidade de funcionários aumente de acordo com o crescimento do seu minimercado. Escolha sempre profissionais capacitados e comprometidos. 

4 – Fique de olho nas exigências burocráticas 

As exigências burocráticas fazem parte de todo o tipo de negócio. Inclusive de um minimercado! 

Portanto, será necessário contratar um contador profissional para obter registros e alvarás, por exemplo. 

Você também deve saber que seu estabelecimento deverá possuir registro na prefeitura ou na administração regional da cidade de funcionamento, bem como em órgãos como a Receita Federal e a Previdência Social. 

Fale com quem entende do assunto!

Portanto, ao abrir seu minimercado, não deixe de procurar quem entende do assunto! Somos a WR Contabilidade e atuamos no ramo de Contabilidade e Gestão Empresarial. 

Possuímos uma equipe altamente qualificada para atender as necessidades de cada cliente, com tranquilidade e segurança em todas as operações do seu negócio. 

Por isso, fale conosco! Basta clicar no canto superior direito do nosso site. 

Aguardamos seu contato!

QUERO OBTER SUCESSO EM MEU MINIMERCADO

Transforme os números de seu minimercado com uma contabilidade de excelência

Saiba como uma boa contabilidade para minimercado em Goiás pode alavancar o seu negócio de uma forma extraordinária.

Você conhece aquele famoso minimercado de bairro, onde você corre para comprar os itens que faltam para fazer aquele bolo? Bom, hoje vamos falar sobre como abrir um minimercado lá no seu bairro em Goiás e, pra isso, você vai precisar saber como funciona uma contabilidade para minimercado em Goiás.

Como todo tipo de negócio, não é fácil montar esse tipo de mercado, mas não é impossível, principalmente se você contar com uma boa contabilidade para minimercado em Goiás.

Eles vendem itens de necessidade básica do consumidor, para atendê-lo no dia a dia de emergências em sua casa.

Hoje as famílias vão se modernizando a ponto de não fazerem mais aquelas famosas compras do mês. Atualmente, as idas ao mercado são mais frequentes porque as pessoas estão optando por comprar itens em quantidades menores, seja mensalmente ou a cada quinze dias.

Com isso, os minimercados são opções de compra rápida que atendem às necessidades do consumidor a qualquer momento.

Contabilidade para minimercado em Goiás

Uma das vantagens em abrir um minimercado é que, pelo tamanho do negócio, a quantidade de estoque é menor e a variedade também. Mesmo o local onde será instalado não precisa ser grande, apenas amplo o suficiente para acomodar todos os itens e equipamentos necessários.

Ter um bom faturamento é algo muito certo de ocorrer, pois como mencionado, mesmo que não tenha grande variedade, o minimercado oferecerá produtos de necessidade básica, aqueles produtos mais procurados e consumidos pela população.

Vale ressaltar que o sucesso do negócio dependerá de uma boa gestão. E com uma boa gestão, é possível ser uma grande empresa no futuro.

Mas para isso, você vai precisar de:

  • Capital inicial estimado para a área administrativa;
  • Móveis e equipamentos para área de serviço;
  • Móveis e equipamentos para açougue;
  • Móveis para área de padaria;
  • Estoque inicial;
  • Construção ou reforma de propriedade;
  • Despesas com abertura de empresa;
  • Capital de giro.

Lembre-se que os gastos podem ser menores se você não quiser inserir áreas de açougue e padaria, e optar por um modelo mais simples de contabilidade para minimercado em Goiás.

Desafio de mercado

Uma das suas grandes dificuldades será se destacar das grandes redes de hipermercados. Os valores dos produtos nos minimercados na verdade não é algo que atraia os clientes.

Portanto, o empresário terá que definir novas estratégias para conquistar o público. A proximidade com o cliente do bairro, a comodidade é o que faz os minimercados crescerem.

Portanto, investir em atendimento diferenciado para os clientes da vizinhança pode ser a peça-chave quando se trata de ganhar a confiança e a preferência do consumidor. Tente ajudar o cliente ou tenha um funcionário pronto para ajudá-lo nas compras sempre que possível.

Mantenha o local sempre limpo, arejado e preste atenção para proporcionar um ambiente aconchegante.

Localização

A localização ideal para minimercados são os bairros residenciais. Porque é onde seu cliente-alvo mora. 

Avalie a facilidade de acesso do público e as vagas de estacionamento. Instale o seu minimercado longe da concorrência, seja a primeira opção a ser considerada pelo cliente.

Como abrir um minimercado

Seu minimercado não se tornará um sucesso em um passe mágico. É preciso entender e estudar o negócio como um todo e fazer um bom planejamento.

Faça pesquisas de mercado e fique por dentro das opções concorrentes na região e como elas se relacionam na indústria.

Crie seu plano de negócios planejando e organizando suas ideias. Um bom planejamento evitará que sua empresa vá à falência no futuro, por isso é fundamental pensar na contabilidade para minimercado em Goiás.

Coloque na ponta do lápis toda a estrutura desejada do minimercado, seu tempo disponível e sua disponibilidade financeira.

A partir dessas informações, o empresário poderá visualizar o que de fato pode ser realizado ou ajustado.

Conte com a expertise e de ótimos profissionais. Nós da WR somos uma contabilidade para minimercado em Goiás, você terá aliados trabalhando por um futuro de sucesso para o seu negócio. 

QUERO OBTER SUCESSO EM MEU MINIMERCADO