Passo a Passo cadastrar a sua farmácia no CNES

Você sabe como realizar o cadastro da sua farmácia no CNES e, com isso, poder oferecer os serviços de vacinação?

O Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde deve ser feito para que a farmácia possa oferecer o serviço de vacinação de forma legal, assim, será possível emitir o documento que comprova a regularidade de cadastro e realizar a atividade dentro das determinações do Ministério da Saúde.

Incluir mais um serviço à sua farmácia pode ser o diferencial que ela precisa para atrair mais clientes, não é verdade? Mas, você sabe o que é necessário para se cadastrar no CNES? Não? Não tem problema, pois no artigo de hoje, iremos ensiná-lo o passo a passo para que você efetue o seu cadastramento com sucesso e, finalmente, fique livre das irregularidades.

Bom, o primeiro passo é verificar qual seria o órgão responsável pelo cadastramento, pois pode variar conforme a região onde a sua empresa está localizada, podendo ser na secretaria pública estadual ou municipal. 

Já no segundo passo, o órgão determinado exigirá alguns documentos para que você inicie o cadastro, após preencher os formulários e entregar os documentos, tudo passará por uma análise, podendo ser aprovado ou não. 
Wr Gif Como Reduzir Os Impostos Pagos De Sua Farmacia Ou Drogaria - Contabilidade em Goiânia Goiás | WR Contabilidade e Consultoria

Para garantir que você seja aprovado, recomendamos que a sua farmácia siga essas instruções: 

  • Tenha um espaço físico próprio ou alugado – A mudança de local invalida o CNES da sua farmácia, sendo necessário refazer todo o processo;
  • Esteja em funcionamento – Somente os locais em pleno funcionamentos são aceitos no cadastro do CNES, e, se for desativado, será desativado também no CNES;
  • Realize ações e serviços de saúde de natureza humana;
  • Tenha responsabilidade técnica – Ter uma pessoa física, responsável legal, segundo a legislação vigente para estabelecimentos de saúde. 

Seguindo esse passo a passo e as instruções acima, a sua farmácia terá o número de CNES e poderá oferecer o serviço de vacinação. Com certeza, aumentar o seu mix de produtos e serviços para o cliente é uma ótima ideia, mas inserir mais um serviço ao seu negócio requer alguns cuidados. 

Lembre-se que precisará de mercadorias, estoque, um funcionário especialista, afinal, trata-se de vidas, e com vidas, não se pode vacilar, não é mesmo? 

Mas, como você pode ter certeza que esse é o momento adequado para inserir mais um serviço ao seu negócio? 

É exatamente aí que nós, da WR podemos te ajudar. Você sabe o que nós podemos oferecer para a sua empresa, que necessita fornecer um serviço mais amplo e de excelência para os seus clientes? 

A WR há 30 anos é referência em assessoria contábil, contando com a nossa ajuda, você terá tempo suficiente para se preocupar com o que realmente fará a sua farmácia decolar e dizer adeus à concorrência, tornando-a uma farmácia modelo para muitas empresas e referência em atendimento para os clientes.  

Gosto deste post? Então, compartilhe com a sua rede, assine a nossa newsletter e clique aqui para falar com um dos nossos especialistas. Estamos ansiosos para te ajudar nessa nova etapa! 

QUERO OBTER SUCESSO EM MINHA FARMÁCIA!

Confira Nosso Passo A Passo Para Fazer Uma Declaração De Serviço Farmacêutico Sem Erros!

Entenda como fazer sua declaração de serviços e se mantenha distante de irregularidades!

Manter a sua farmácia em regularidade é fundamental para que a mesma possa continuar funcionando, entretanto, é preciso cumprir com uma série de obrigações para isso. 

Como qualquer negócio, existem obrigações tributárias, fiscais e financeiras, porém, por se tratar de medicamentos, existem algumas burocracias a mais que precisam ser cumpridas. 

Afinal, quando se trata de serviços farmacêuticos, a saúde de diversas pessoas está envolvida, ou seja, todo cuidado é essencial. 

Porém, sabemos que o cotidiano de uma farmácia é corrido e permeado de questões para resolver para que não faltem medicamentos, demais produtos e sejam realizados os atendimentos que venham a ser necessários

Por isso, hoje, vamos falar de forma rápida, clara e objetiva sobre a declaração de serviço farmacêutico, sobre sua obrigatoriedade e como fazer este documento da forma correta! 
Wr Gif Como Reduzir Os Impostos Pagos De Sua Farmacia Ou Drogaria - Contabilidade em Goiânia Goiás | WR Contabilidade e Consultoria

A declaração de serviço farmacêutico é obrigatória?

A primeira coisa a se fazer é esclarecer essa questão. 

Sim, a declaração de serviço farmacêutico, ou DSF, é obrigatória, sendo uma exigência da ANVISA prevista na Resolução nº 44 de 2009.

A sua principal finalidade é garantir um atendimento farmacêutico de qualidade e que exista um documento que comprove-o e como ele foi. 

Sendo assim, esta declaração de serviço é vital para o funcionamento da sua farmácia dentro da regularidade. 

O não-cumprimento da mesma pode acarretar até mesmo no fechamento da sua farmácia, visto que vai contra uma resolução consolidada e se trata de um serviço que afeta diretamente a integridade física dos pacientes que procuram pela sua farmácia. 

O que precisa constar na declaração de serviço farmacêutico?

Para elaborar o documento de forma válida e que garanta a regularidade da sua farmácia, é preciso colocar uma série de informações na declaração de serviços, sendo elas: 

  • Nome do paciente;
  • Contato do paciente;
  • Dados do paciente (altura, peso, idade, sexo);
  • Informações do estabelecimento (nome, CNPJ, contato, razão social);
  • Data em que o atendimento ocorreu;
  • Análise da presença ou ausência de condições de saúde e fatores de risco;
  • Parâmetros clínicos;
  • Medicamentos em uso para hipertensão;
  • Risco cardiovascular global;
  • Orientações dadas pelo profissional farmacêutico;
  • Assinatura e CRF do profissional farmacêutico que fez o atendimento.

Segue um modelo de declaração de serviço farmacêutico: Modelo.

Portanto, o passo a passo é bem simples, consistindo no atendimento e elaboração do documento com todas as informações que listamos. 

Garanta a regularidade da sua farmácia em todos os aspectos!

A declaração de serviço farmacêutico não é o único aspecto que mantém o seu negócio em dia e regularizado… 

Ainda é preciso manter as contas em dia, cumprir com os tributos e demais aspectos fiscais. 

Mas, você não precisa cuidar de tudo isso sozinho(a)! 

Com o auxílio de uma contabilidade especializada em farmácias, você tem o apoio de profissionais que conhecem as burocracias que você precisa cumprir e que vão garantir que todas estejam em dia! 

Assim, você se mantém livre de dores de cabeça e tem tempo para focar nos seus clientes. 

E você pode contar conosco, da WR, para isso! Basta nos contatar. 
QUERO REDUZIR OS CUSTOS DA MINHA FARMÁCIA!

Especialista fala sobre como o contador pode ajudar empresas permanecerem de portas abertas.

A pandemia causada pelo novo coronavírus afetou o mundo de diversas formas, obrigando os países a adotarem medidas de restrição de circulação e de atividades econômicas.

A crise financeira decorrente desse cenário obrigou pelo menos 600 mil micro e pequenos empresários a fecharem as portas, segundo uma pesquisa realizada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às micro e pequenas empresas (Sebrae).

E, para quem está conseguindo passar pelo período diante de todas as dificuldades, ainda há uma nova preocupação: como retomar os negócios pós-pandemia?

Segundo Danilo Campos, contador e sócio do escritório DWC Estudos Especializados, o braço direito do empresário para vencer esse desafio é o contador.

“São esses profissionais que vão dar um norte para os negócios, por meio de interpretações claras das normas vigentes. Isso porque, estamos passando por um período em que diversas legislações foram alteradas, outras novas surgem da noite para o dia e o empresário precisa ter um auxílio quase que diário para ficar por dentro de tudo e entender como usar isso a seu favor”.

O especialista explica que o ideal é que todas as empresas tenha uma consultoria contábil desde o inicio do funcionamento. Mas, para quem ainda não tem, o momento é de urgência para sobrevivência da empresa de maneira rentável.

“Cerca de 80% das empresas fecham por falta de informações e de conhecimento sobre seus direitos e deveres. E quem leva essa informação correta é o contador, que conhece o íntimo financeiro dos seus clientes”, pontua.

Auxílios e benefícios do governo

De acordo com Danilo, com ajuda de um profissional da contabilidade e um planejamento financeiro, existem grandes chances dos negócios sobreviverem a essa crise.

“O governo disponibiliza diversos auxílios e benefícios para as empresas que podem e devem ser aproveitados neste momento. Mas, é preciso ter um profissional que analise cada proposta para encontrar a ideal e alinhar estratégias que se enquadrem melhor na realidade do seu cliente”, explica Danilo.

O especialista também acredita que a retomada para o setor de comércio e serviços é mais otimista, uma vez que nas cidades que estão flexibilizando algumas atividades, já nota-se um movimento intenso, ainda que não indicado.

Os principais auxílios financeiros disponibilizados pelo governo são:

· BNDES Crédito Pequenas Empresas;
· Linha de crédito para pagamento de salários;
· Auxílio emergencial de R$ 600,00;
· Proger Urbano Capital de Giro;
· Linha de crédito vinculado ao Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado (PNMPO);
· Prorrogação do pagamento de tributos;
· Prorrogação de obrigações acessórias;
· Mudanças trabalhistas (MP 927 e 936).

Fonte: Contábeis

Transforme Os Resultados Financeiros Da Sua Farmácia, Utilizando O Markup Para A Formação Dos Seus Preços De Venda!

Descubra como o markup pode potencializar os resultados que sua farmácia obtém!

Gerir uma farmácia exige muita atenção para cada mínimo detalhe, afinal, cuidar de fornecedores, estoque, um ambiente limpo, precificação, tributação, regularização, obtenção de lucros e tantos outros pontos não é uma tarefa fácil. 

Dessa forma, nós compreendemos que alguns detalhes podem acabar por passar despercebidos, por isso, estamos aqui para te ajudar a cuidar dos aspectos financeiros de sua farmácia, de forma impecável. 

Sendo assim, hoje, vamos falar sobre o markup, o que é e sua importância para os resultados financeiros do seu negócio.

E então, vamos lá? Boa leitura! 
Wr Gif Como Reduzir Os Impostos Pagos De Sua Farmacia Ou Drogaria - Contabilidade em Goiânia Goiás | WR Contabilidade e Consultoria

O que é markup? 

O markup consiste em um importante indicador financeiro, que visa demonstrar quanto do do valor da precificação do produto está acima dos custos que se tem com o mesmo. 

Dessa forma, ele é fundamental para a formação do preço de venda dos produtos do seu negócio, objetivando promover um faturamento que gere lucratividade para o negócio. 

Definir o markup é um passo primordial para o processo de precificação como um todo, pois, é uma base excelente para garantir dois pontos: 

  • Lucros; 
  • Preços de acordo com o mercado. 

Por que o markup é importante para uma farmácia? 

O markup influencia diretamente no preço de venda dos produtos da sua farmácia, ou seja, tem impacto direto no financeiro.

A realidade é que esse indicador é benéfico para todos os negócios, incluindo farmácias, dessa forma, vamos analisar o porquê. 

Faturamento lucrativo 

O primeiro ponto é que, a partir do markup, você identifica o valor ideal para os produtos vendidos em sua farmácia, valor esse que cobre todos os custos inerentes aos mesmos. 

Com isso, você garante que o valor cobrado seja capaz de gerar um faturamento que cubra com as despesas e gere o lucro. 

Compatibilidade com o mercado

Em contrapartida ao ponto anterior, apenas definir um valor que vá gerar lucros para você não é o suficiente para gerar vendas. E de nada adianta ter o produto, com o valor alto, e ninguém comprar. 

Dessa forma, após definido o markup, é preciso analisar se o valor encontrado é compatível com o valor de mercado, ou seja, é preciso estudar o mercado de farmácias e realizar um levantamento da média de preços. 

Se o seu valor estiver extremamente acima da média, isso indica que os custos que você tem tido para manter o funcionamento e produtos em sua farmácia estão muito elevados, exigindo, assim, uma análise dos mesmos para identificar se é possível reduzir custos, optar por fornecedores mais baratos, porém, com qualidade, entre outras medidas. 

Como funciona o cálculo? 

O cálculo do markup considera as seguintes variáveis: 

  • Despesas Fixas (DF);
  • Despesas Variáveis (DV);
  • Margem de Lucro (ML). 

Sendo a fórmula: 

Markup = 100/100-(DF+DV+ML)

A partir do valor obtido, é possível fazer as análises que mencionamos e garantir que os preços dos produtos de sua farmácia gerem lucros e estejam de acordo com o mercado! 

Potencialize ainda mais seus resultados! 

Sabemos que na teoria tudo tende a ser mais simples do que na prática, dessa forma, para garantir um cálculo de markup impecável basta contar com a expertise de profissionais!

E sabe qual o melhor? Você nem precisa procurar! 

Nós, da WR Contabilidade, dispomos de profissionais especialistas em contabilidade para farmácias, que irão garantir números impecáveis para você, por meio do markup e diversas outras ferramentas contábeis. 

Sendo assim, se você quer potencializar os resultados financeiros da sua farmácia, hoje mesmo, entre em contato conosco!
QUERO REDUZIR OS CUSTOS DA MINHA FARMÁCIA!

Entenda, De Uma Vez Por Todas, Como Aumentar O Faturamento Da Sua Farmácia E Se Veja Longe De Problemas Financeiros! 

Nós vamos te contar os segredos, que você precisa começar a aplicar ainda hoje, para o aumento de faturamento da sua farmácia!

O sonho de ser dono do próprio negócio está atrelado a diversos fatores, como o desejo de ser seu próprio chefe, ter liberdade criativa e, claro, obter lucros para si. 

Todavia, para chegar na obtenção de lucros, há uma série de aspectos que precisam ser realizados e bem cuidados para que tal lucro exista. Afinal, custos e despesas fazem parte da vida de um gestor. 

Dessa forma, para que você, dono de uma farmácia, possa aumentar o seu faturamento e gerar lucros, é necessário, antes de tudo, aprender a geri-lo. 

E, hoje, vamos te contar os segredos de como aumentar o seu faturamento, por meio de uma gestão impecável. 

E então, vamos lá? Boa leitura!
Wr Gif Como Reduzir Os Impostos Pagos De Sua Farmacia Ou Drogaria - Contabilidade em Goiânia Goiás | WR Contabilidade e Consultoria

Antes de tudo, você tem claro o conceito de faturamento? 

Sabemos que o termo é extremamente comum no meio empresarial, todavia, você sabe, de fato, o que é o faturamento de sua farmácia? 

O faturamento consiste em todo o valor obtido por todas as vendas realizadas por sua farmácia. 

Esse valor é utilizado para o pagamento de custos, tributos, fornecedores e demais contas inerentes ao funcionamento do estabelecimento, ou seja, alto faturamento não necessariamente significa alta lucratividade. 

Faturamento vs Lucratividade

O primeiro ponto a se conhecer e ter claro é a diferença entre esse dois termos. 

Nós já explicamos o conceito de faturamento e sabemos que, comumente, muitas pessoas o confundem com lucratividade. 

Entretanto, o faturamento, inicialmente, quita todas as contas a pagar que sua farmácia tenha e o valor restante, após todas as obrigações devedoras terem sido cumpridas, é o lucro. 

Todavia, faturamento elevado não necessariamente gera mais lucros, e é nesse ponto que entra a importância da gestão… 

O ponto de equilíbrio contábil 

Esse termo se refere ao cálculo que é realizado para saber qual o mínimo que a sua farmácia precisa faturar para conseguir cobrir todos os custos, gastos, despesas e afins. 

Sendo assim, quando seu negócio fatura o valor do ponto de equilíbrio, chega a um estado neutro, em que as contas a pagar estarão em dia, porém, sem lucros. 

Dessa forma, para obter lucratividade é preciso sempre superar o ponto de equilíbrio contábil, pois, todo o valor acima, é lucro. 

Porém, vale ressaltar que, se a sua farmácia fatura muito todos os meses, mas paga muito caro para fornecedores, não tem planejamento tributário e nem controle financeiro, resultando em muitas contas para pagar, todo o faturamento será dedicado para isso! 

Como garantir um faturamento que gere lucros? 

Com tudo que apresentamos, ficou claro que não se trata apenas de aumentar o faturamento, mas sim, de ter uma gestão completa, que equilibra os custos com o capital que entra, para, assim, gerar lucros. 

Portanto, a forma ideal de garantir a sua lucratividade é contando com o suporte de profissionais especialistas em cuidar dos números de sua farmácia, que serão capazes de realizar: 

  • Planejamento tributário;
  • Cálculo do ponto de equilíbrio contábil; 
  • Prestar auxílio no controle financeiro; 
  • Oferecer dados concretos sobre as finanças do negócio; entre outros. 

Conte com a WR! 

Para ter tudo isso e muito mais em sua farmácia, você pode contar conosco, da WR Contabilidade! 

Nós dispomos de um time de profissionais especialistas em farmácias, que irão te auxiliar a ter um faturamento incrível, que gere lucros! 

Dessa forma, você terá todo o suporte que especialistas podem oferecer para garantir tranquilidade financeira para o seu negócio, além de promover o constante crescimento do mesmo!

Sendo assim, não hesite em contar conosco!

 

QUERO REDUZIR OS CUSTOS DA MINHA FARMÁCIA!

Especialista em direito bancário lista orientações financeiras e estratégicas para as contas fecharem no azul

Aos poucos as cidades brasileiras tentam retomar suas atividades pós-quarentena, sob notícias de empresas quebrando e milhares de pessoas sendo demitidas.

Como apoio nesse momento, o advogado Luciano Duarte Peres, especialista em direito bancário e sócio-diretor da Peres Advogados Associados, destaca que é hora de repensar o negócio e buscar as ajudas necessárias.
“É preciso agir de forma estratégica, avaliando a situação do negócio antes da pandemia e também estabelecer qual será o rumo a partir de agora. Estamos vivendo uma nova realidade. É preciso revisar as metas e reorganizar as contas”, salienta.
O primeiro passo, segundo o especialista, é montar um gráfico de planejamento com separação das contas nas categorias indispensáveis, necessárias e prorrogáveis. Também recomenda, o quanto antes, renegociar o aluguel e revisar empréstimos em busca de taxas que caibam dentro da nova realidade econômica. “Por mais que pareça incerto o futuro em nível de Brasil, o país continua sendo produtivo. Afinal, somos e continuaremos sendo o país do futuro, e o brasileiro sempre consegue se reinventar”, salienta Peres.
A seguir, confira seis dicas do especialista que podem ser adotadas imediatamente tanto por grandes empresas, como por pequenos negócios, microempreendedores individuais, empregadores de trabalhadores domésticos e, até mesmo, pessoas físicas.
Confira as dicas do advogado Luciano Duarte Peres, especialista em direito bancário:
1) Jogue luz sobre a situação do seu negócio. Entenda onde estava antes da crise causada pela covid-19 e estabeleça quais são seus objetivos agora. Crie uma tabela de planejamento, separe as contas nas categorias indispensáveis, necessárias e que podem ser deixadas em segundo plano. Importante: todas devem ser pagadas, porém, agora é preciso saber listar o que é necessário para ter caixa e poder colocar dentro de um fluxo real de planejamento. Deixe essa tabela bem à vista.
2) Faça um calendário com as novas dadas de tributos, contribuições e impostos. No combate à pandemia, o Governo Federal anunciou várias medidas, incluindo: A) Prorrogação: da validade de certidões de débitos e créditos tributários; do prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda; e do pagamento dos tributos do Simples Nacional; B) Adiamento: do PIS, Pasep, Cofins e da contribuição previdenciária; adiamento e parcelamento do FGTS dos trabalhadores; C) Redução: da contribuição obrigatória ao Sistema S; do IOF sobre operações de crédito; de IPI de produtos médico-hospitalares; e de imposto de importação de produtos médico-hospitalares.
3) Mantenha o pagamento dos empregados em dia. Lembre-se que, antes de tudo, as empresas são feitas de pessoas trabalhando para atender as demandas de outras pessoas. Busque informação sobre a linha de crédito emergencial do Governo Federal para pagamento de salários, a Medida Provisória 944, de 3 de abril, a “MP da Folha do Pagamento”. Foram disponibilizados R$ 40 bilhões via Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para micro, pequenas e médias empresas. O limite de financiamento é de dois salários mínimos por funcionários. Ainda, tem outra medida emergencial para capital de giro de R$ 5 bilhões para apoio às MPMEs.
4) Renegocie seus empréstimos. Procure o quanto antes seu gerente bancário e solicite isenção de juros e possíveis multas. Guarde comprovantes e protocolos. Esse pedido se justifica pela dificuldade de fluxo de caixa, falta de vendas e fechamento de negócios, e mesmo para cidadãos que ficaram desempregados ou não estão recebendo por serviços uma vez que toda a cadeia está afetada pela pandemia. Informe-se sobre o Decreto Federal n° 10.305/2020, que zera a alíquota do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) para operações de crédito, válido para operações contratadas entre 3 de abril e 3 de julho de 2020. A Caixa Federal também reduziu as taxas de linhas de crédito e ofereceu pausa de até 60 dias para contratos de pessoa física e jurídica, inclusive contratos habitacionais. Mas, avalie se há renegociação ou reescalonamento. Se as parcelas forem jogadas para frente, não podem ter juro embutido. Porém, se for repactuação, aí vamos ter aumento do endividamento, pois será cobrado juros sobre juros, impactando diretamente o saldo devedor.
5) Evite compras com cartão de crédito. Quando bem usado, é solução, porém, quando fazemos apenas o pagamento da parcela mínima, obrigatoriamente é gerado parcelamento em crédito fixo, o que pode fazer aumentar essa despesa e também o endividamento. Lembre-se que os juros dos cartões de crédito são os mais altos do mercado. E caso já esteja endividado, procure sua instituição financeira e solicite parcelamento o mais alongado possível, com a menor taxa de juros. Para isso, compare as taxas oferecidas agora com o que era praticado antes do Decreto 10.305 que zera a taxa do IOF.
6) Pague seus fornecedores em dia. Faça a roda girar viabilizando a cadeia produtiva. Se precisar de capital de giro, informe-se sobre a medida do Governo Federal em benefício dos negócios com faturamento anual de até R$ 300 milhões até 30.09.2020, com limite de financiamento de até R$ 70 milhões por ano. São pelo menos R$ 5 bilhões para apoio às MPMEs. Para adquirir esse empréstimo, procure seu agente financeiro, banco ou agência de fomento, que seja credenciado ao BNDES. Negocie prazos, taxas, valores e garantias. O prazo total é de até cinco anos, incluindo carência de até dois anos. Depois de tudo definido, a instituição enviará a proposta para o BNDES, que aprovará ou não. Caso aprovado, a liberação do recurso acontece no dia seguinte.
Fonte: Norte RS